COVID-19. Abrimos nossas fronteiras. Leia a informação aqui..

Procure em La Ruta Natural

Aqui você pode pesquisar na página de La Ruta Natural o conteúdo desejado.

Pesquisar:

Rota das Serras Centrais

Córdoba, La Rioja, San Juan, San Luis

No coração da Argentina, a Rota das Serras Centrais te convida a descobrir paisagens incríveis e combinar descanso e aventura.

Esta rota vai te surpreender com riachos de água cristalina, serras cobertas de bosque, lagoas cheias de flamingos, paisagens desérticas e povoados encantadores, ideais para descansar ou fazer trekking, escalada, rapel, cavalgadas, observação de aves e astroturismo.  

Esta rota vai te surpreender com riachos de água cristalina, serras cobertas de bosque, lagoas cheias de flamingos, paisagens desérticas e povoados encantadores, ideais para descansar ou fazer trekking, escalada, rapel, cavalgadas, observação de aves e astroturismo.  

Como descobri-la

Se o seu destino for Córdoba, você pode começar em Villa Carlos Paz para percorrer o Vale de Punilla, por Mina Clavero para percorrer Traslasierras ou por Villa General Belgrano para percorrer o Vale de Calamuchita. Se o seu destino for San Luis, sua capital é um bom lugar a partir de onde começar a percorrer a província.

Córdoba rumo ao norte. O tradicional Vale de Punilla, que se estende de Villa Carlos Paz para o norte, possui mais de 30 localidades turísticas com boa infraestrutura, conexão e a possibilidade de fazer trekkings, cavalgadas e parapente. Outros dois fortes atrativos da zona são a imponente lagoa Mar Chiquita, com sua riqueza natural e grande variedade de aves, e as Salinas Grandes, pouco conhecidas mas impressionantes, bem perto de San José de las Salinas. 

 

Córdoba rumo ao oeste. Nesta zona você vai encontrar as paisagens da Estrada Cênica que cruza as Altas Cumbres pelo Pampa de Achala (RP 34), o Parque Nacional Quebrada del Condorito, o encanto dos pequenos povoados, rios e riachos que conformam o vale de Traslasierras, e se você estiver buscando algo diferente, os estranhos cartões postais dos vulcões de Pocho, Chacaní e os túneis de Taninga. 

 

Córdoba rumo ao sul. O Vale de Calamuchita está marcado pela força da cultura e da gastronomia centro-europeia, e por paisagens de grandes lagos onde dominam as atividades náuticas. Há lindos riachos, rios e serras, e aqui também estão as trilhas mais acessíveis para chegar ao cume do cerro Champaquí. Seus mais de 20 povoados oferecem atrativos todo o ano, desde uma praia na qual se relaxar até uma festa popular como a da cerveja. 

 

San Luis. Com muito boa conexão terrestre e estradas asfaltadas, a capital de San Luis está perto de Potrero de los Funes e das Serras Centrais da província. Rumo ao nordeste, você pode chegar à Vila de Merlo e ao Corredor dos Comechingones, quase no limite da província de Córdoba. A apenas 124 km, você tem acesso a uma paisagem completamente diferente no Parque Nacional Sierra de las Quijadas, com seus desertos de cor vermelho intenso e um grande anfiteatro natural. 

Como chegar e circular

As cidades de Córdoba e San Luis são as principais portas de acesso e recebem voos de distintos pontos do país. Também há algumas frequências aéreas a Río Cuarto (Córdoba).

 

Há rodoviárias nas cidades mais povoadas e existe variada oferta de empresas de ônibus que percorrem ambas as províncias. Algumas inclusive têm paradas em alguns dos atrativos mais conhecidos. 

 

A maioria das estradas se encontram asfaltadas, mas alguns acessos a pontos naturais podem ser de terra ou de cascalho consolidado que com chuvas fortes podem ficar intransitáveis. Averigue sempre antes de viajar. 

 

Onde dormir

A região conta com grande oferta de alojamento. Inclui hotelaria de todas as categorias, cabanas, hotéis fazenda, campings e até refúgios de montanha.

 

Quando ir

Podem ser visitadas todo o ano. De dezembro a março seus riachos e balneários costumam ser muito visitados. Entre junho e setembro deve-se ter cuidado nas zonas mais altas porque pode haver neblina e/ou neve. 

Para levar em consideração

Dado o contexto sanitário, averigue com tempo quais são os requisitos de acesso da província que você escolher. Alguns atrativos podem ter cotas e os ingressos devem ser solicitados com antecipação. 

 

Caso vá circular com carro particular, atenção nas estradas: há muitas curvas e contracurvas com precipícios. No momento de descer do carro ou do ônibus em algum mirante ou ponto de parada na beira da estrada, tenha cuidado ao cruzar. 

 

Consulte em cada cidade pelo estado das estradas: algumas são aptas apenas para 4x4. 

 

Leve roupa confortável, víveres e água para as atividades. Também é importante levar abrigo e casaco impermeável para as zonas mais altas. 

Preste muita atenção ao percorrer trilhas na montanha: é fácil se perder. É recomendável fazer esse tipo de excursões com guias. 

 

Tenha muito cuidado se fizer fogo; faça-o somente em zonas permitidas e assegure-se de apagá-lo bem antes de ir embora. 

 

Deixe sempre o lixo em cestos ou lugares habilitados. Quando não houver, ponha os resíduos em um saco de lixo e leve-o consigo. 

Navegue pela rota