COVID-19. Abrimos nossas fronteiras. Leia a informação aqui..

Procure em La Ruta Natural

Aqui você pode pesquisar na página de La Ruta Natural o conteúdo desejado.

Pesquisar:

Rota da Patagônia Austral

Santa Cruz

As geleiras, lagos, montanhas, bosques e a imensa estepe são a alma da Patagônia Austral. Esta rota te leva a percorrer algumas das paisagens mais belas e buscadas da Argentina.

Alguns dos atrativos desta rota são muito conhecidos, como o glaciar (geleira) Perito Moreno, El Chaltén e o cerro Fitz Roy. Outros, como os Parques Nacionais Perito Moreno e Patagônia e a Cueva de las Manos, surpreendem com paisagens solitárias e experiências inesquecíveis. 

Alguns dos atrativos desta rota são muito conhecidos, como o glaciar (geleira) Perito Moreno, El Chaltén e o cerro Fitz Roy. Outros, como os Parques Nacionais Perito Moreno e Patagônia e a Cueva de las Manos, surpreendem com paisagens solitárias e experiências inesquecíveis. 

Como descobri-la

A Rota da Patagônia Austral percorre todo o oeste de Santa Cruz, aos pés da Cordilheira dos Andes. Um clássico é voar a El Calafate e conhecer o Parque Nacional Los Glaciares. Se você gosta de dirigir, também pode armar seu próprio roadtrip patagônico percorrendo paisagens e atrativos menos conhecidos. Tenha em mente que as distâncias são longas e alguns destinos são agrestes.

El Calafate. É a principal cidade turística da Patagônia Austral. Está a 80 km da geleira Perito Moreno, uma das maravilhas naturais do mundo. Ver os desmembramentos de seus grandes blocos de gelo e seus enormes paredões de mais de 60 metros de altura é uma experiência que você nunca vai esquecer. 

Além disso, nos arredores de El Calafate, você vai poder fazer todo tipo de atividades de aventura e conhecer como é a vida nas fazendas do sul. 

 

El Chaltén. Um lindo povoado de montanha a 214 km de El Calafate. Chega-se pela RN 40 e pela RP 23. É conhecido como a Capital Nacional do Trekking: se o seu plano é passar vários dias caminhando entre bosques, lagoas e riachos, há uma extensa rede de trilhas que nascem aos pés do cerro Fitz Roy. Você também pode chegar ao Lago del Desierto e viver experiências de barco, a pé, a cavalo ou de bicicleta. 

 

Perito Moreno e Los Antiguos. Ao norte da província, as cidades de Perito Moreno e Los Antiguos contam com hospedagens e serviços. Fazendo base nessas cidades, a RN 40 e a Estrada Cênica 41 permitem unir atrativos como o Parque Nacional Patagônia, o lago Posadas, a Cueva de las Manos e o Parque Nacional Perito Moreno. 

Como chegar e circular

 

O aeroporto de El Calafate é a principal porta de entrada à região. Para os atrativos do norte, você pode voar a Comodoro Rivadavia (a 380 km de Perito Moreno e 440 de Los Antiguos), em Chubut. Outra opção para conectar com esta região é descer pela mítica RN 40 partindo da Rota da Patagônia Andina. 

 

A melhor maneira de percorrer esta região de 900 km é de carro, já que as distâncias entre povoados e cidades são longas. Aproveite o tempo e curta a paisagem. Várias atrativos imperdíveis podem ser conhecidos com excursões. Entre eles estão a Estrada Cênica 41, a Cueva de las Manos e o lago Posadas. 

 

Há uma empresa de ônibus com serviço regular que percorre a RN 40 unindo as cidade de El Calafate, El Chaltén, Perito Moreno e Los Antiguos. 

 

Onde dormir

A maior oferta de alojamento está em El Calafate e El Chaltén, na zona sul. 

 

Outros núcleos urbanos com opções de hospedagem são Perito Moreno e Los Antiguos, na zona norte, Gobernador Gregores e o pequeno povoado de Lago Posadas, no centro. 

 

Também há fazendas turísticas com alojamentos, gastronomia e excursões. Nos parques nacionais há campings agrestes e alguns refúgios. 

 

Quando ir

A melhor época para viajar é entre outubro e abril. De maio a setembro as temperaturas podem ser muito baixas e a neve pode complicar a trafegabilidade das estradas. 

Para levar em consideração


Dado o contexto sanitário, averigue com tempo os requisitos de acesso da província. Alguns atrativos podem ter cotas e você deve se registrar com antecedência. 

 

Há algumas zonas inóspitas: você pode passar horas na rodovia sem se cruzar com ninguém. Também há muitos lugares em que não há sinal de celular nem wi-fi. Leve mapas em papel ou faça o download no celular antes de partir. 


As distâncias são longas e há poucos postos de gasolina. É fundamental que você se certifique de que o veículo esteja em boas condições, abasteça o tanque de combustível antes de pegar a estrada e sempre leve água e alimentos. 

 

No inverno, algumas estradas podem acumular neve ou gelo. Consulte o estado das mesmas e averigue se há necessidade de utilizar correntes. 

 

Pode fazer frio mesmo no verão. Sempre leve abrigo consigo.

Navegue pela rota